Últimas Notícias

22/11/2021

RedeMix migra para lojas premium

A rede RedeMix começou como uma central de pequenas redes e se transformou ao longo de poucos anos em uma empresa-referência em Salvador, onde atua com a maior parte das lojas.

João Claudio Andrade Nunes, diretor comercial da empresa, tem encabeçado mudanças para adaptar o negócio às intempéries da economia e do mercado local. E agora acelera a migração de lojas preço médio e baixo para lojas premium. Das 16 lojas, nove já têm esse perfil. Elas foram inauguradas para atender a classe média e média alta, garantir melhores margens e rentabilidade, além da expansão do negócio.

“Concorrer com preço, numa cidade com inúmeras empresas e bandeiras focadas nessa estratégia, tem sido difícil”, diz Joãozinho, como é chamado. “Embora boa parte da população tenha renda baixa, prefiro atender um público menor, porém capaz de pagar por um nível de serviço melhor e, portanto, por preços menos acossados pela concorrência,” explica.

A empresa inaugurou três lojas premium no último ano, tem outra prevista para janeiro de 2022 e aguarda licenças do poder público para erguer novas unidades. São supermercados de vizinhança com área de 800 a 1.300 m2. É para esse público que também começa a desenvolver o CRM a fim de conhecê-lo melhor, refinar o sortimento e ter promoções mais pertinentes.

Marcas próprias também entraram na mira e estão em fase de estudo para atender todas as clientelas e melhorar a margem geral. E a empresa tem mantido sua postura comercial crítica. Como não tem escala para concorrer em preço com atacarejos trata os fornecedores que privilegiam o formato com mais distanciamento. “Mantenho, por exemplo, a marca Maratá, mas destino a ela apenas 20% do sortimento”, explica o empresário. “Escolhemos os fornecedores, assim como eles escolhem seus parceiros preferenciais”, argumenta. No ano passado, as vendas totalizaram R$ 688 milhões.

Investimento em e-commerce também é contemplado

A empresa está na fase final de implantação do serviço para atendimento do cliente das lojas premium. Com a pandemia, as vendas delivery, por pedidos no whatsapp, explodiram e, embora a participação nas vendas tenha caído, mantém um patamar superior ao de 2019. “Percebemos que é um canal de fidelização importante”, comenta o empresário. O delivery ao longo da pandemia tirou da loja a compra por impulso de vários itens, mas curiosamente fortaleceu as vendas de queijos e café em cápsula, além de guloseimas para as crianças e outros SKUs de maior valor agregado.


ASPB - Associação de Supermercados da Paraíba
Av. Duque de Caxias, 20 Centro - João Pessoa - Paraíba | Fone: (83) 3221-9047
© Copyright 2008 - 2022 - Todos os direitos reservados